Abra Cadabra

A propósito da notícia da descoberta de duas novas bactérias nas Catacumbas de Roma veio-me à memória o podcast da NPR Environment que ouvi a semana passada sobre os nomes que os cientistas dão aos organismos.
Essa taxonomia que foi definida por Lineu incluía então todos os organismos conhecidos. No entanto consoante vão sendo descobertos novos organismos eles são acrescentados tendo o cientista que o descobriu o privilégio de lhe atribuir o nome.
O pormenor interessante aqui é que tirando uma ou outra regra mais específica como ter 2 nomes latinizados sendo o primeiro um nome genérico para denominar o género e o segundo um nome específico para denominar a espécie e que normalmente denota uma característica diferenciadora, a verdade é que nada impede que esses nomes não sejam por exemplo homenagens a pessoas ou simples onomatopeias.
Alguns exemplos divertidos:
– Abra cadabra (Eames & Wilkins) 1957 – (mexilhão)
– Orsonwelles Hormiga 2002 (aranha)
– La cucaracha Blesynski, 1966 (pyralid)

mais curiosidades destas em CuriousTaxonomy e aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *