Checklist, o poder das coisas simples

Recomendado por algumas pessoas, a leitura mais recente que concluí foi “O Efeito Checklist – Como Aumentar a Eficácia” de Atul Gawande, um médico que, a julgar pelo livro, não tem medo de experimentar, olhar para o lado e ver o que outras profissões fazem, para aplicar esses conhecimentos na melhoria da sua profissão. Nele […]

O Progresso

pag.199 “(…) Embora esgotada, a ideia de progresso, como qualquer outra dotada de uma dimensão mítica, sobreviva à sua morte especulativa numa retórica que se explica pelo humano desejo de ilusões colectivas. O apelo ao progresso alimenta esperança, proporciona uma certa inteligibilidade da realidade social e justifica as nossas poucas decisões. Do progresso, morreu o […]

Desmoralização da responsabilidade

pag 173 “A extensão do seguro tem a sua contrapartida numa particular «desmoralização» da responsabilidade. Em sistemas complexos, para lá de certos limites, a imputação de responsabilidades tem um carácter fictício, torna-se difusa. (…) Há uma incongruência especificamente moderna entre as consequências técnicas e sociais das acções, por um lado, e a «culpa», por outro. […]

A incerteza

pag 158 “(…) A crescente complexidade do mundo não é facilmente entendível pelo indivíduo. As experiências de incerteza não são compensadas pelo aumento de informação, antes frequentemente se intensificam na mesma medida em que se dilata o espaço de informação acessível. Surge o aparente paradoxo de o mundo ser mais estranho para quem tem mais […]

O mediatismo

pag.140 “(…) as notícias não nos informam do que acontece, mas do que outros consideram importante; não falam de gente famosa, mas fazem famosos aqueles que de quem falam. Portanto, os meios de comunicação não nos informam dos acontecimentos mas sim de observações. Por isso, aquilo que acontece tem de ser «mediático» para poder acontecer. […]

Invisibilidade

pag. 64 (…) A invisibilidade é o resultado de um processo complexo no qual confluem a mobilidade, a volatilidade, a fragmentação e as fusões, a multiplicidade de realidades inéditas e o desaparecimento de blocos explicativos, as alianças insólitas e a confluência de interesses dificilmente compreensíveis.(…) (…) Recordam-nos com frequência que o mundo é como uma grande rede, […]

Ecologista avant la lettre

ELENA ANDRÉEVNA (para Ástrov) – O senhor ainda é jovem,, parece ter… bem, trinta e seis, trinta e sete anos… e talvez não seja tão interessante como está a dizer. Floresta, floresta. Parece monótono. SÓNIA – Não, é muitíssimo interessante. Mikhail Lvóvitch todos os anos planta florestas novas, e até já lhe mandaram uma medalha […]

Fédon (ou acerca da alma)

pag.45 (…) Não lhes ligues – repetiu Sócrates -. Desejo expor-vos, meus juízes, as razões pelas quais resulta ser legítimo para mim, que um homem que de verdade dedicou a sua vida à filosofia, na proximidade da hora da morte, esteja com uma forte esperança de que, uma vez morto, venha obter uma suma felicidade […]

Torna-Jeira

Quando o calendário agrícola marca a hora dos grandes labores, auxilia-o ainda o vizinho. Nestas terras pobres e de longa tradição colectivista o sistema da torna-jeira vigora desde tempos imemoriais, representando uma forma de assistência e cooperação que não deixa de ter a sua beleza. Tudo menos recorrer ao braço estranho que haja de pagar-se; […]

Strangers in Paradise

Para acabar de ler nas férias. A descoberta dos comics pós adolescência foi num Festival de Banda Desenhada do Porto. Mais precisamente na banca da agora Mundo Fantasma, na altura provavelmente ainda bdmania e o momento da epifania foi quando me cruzei com a série do Peter Bagge chamada Hate!. Fiquei surpreendido por haver comics […]