A Bolsa – notas de leitura 4

pag.136 “(…)Também agora estamos habilitados a compreender a justeza da afirmação segundo a qual, na bolsa, se realizam, incessantemente, transacções envolvendo mercadorias absolutamente inexistentes. Na verdade, se somarmos as quantidades compradas a prazo, obtem-se um montante superior à quantidade de mercadorias presentes no mercado, ou até mesmo superior à quantidade efectivamente existente de, por exemplo, […]

A Bolsa – notas de leitura 3

pag.113 “Num sentido amplo, a especulação bolsista será aquela actividade comercial que visa a obtenção de um ganho jogando na diferença entre os preços de compra e de venda de um artigo cotado na bolsa. Esta especulação pode subdividir-se em arbitragem (ou arbítrio de cãmbios) – aproveitamento do diferencial de preços geográfico – e em […]

A Bolsa – notas de leitura 2

pag.70 “Nos nossos dias, o endividamente de um Estado já não representa, em si mesmo, uma desgraça, um sinal de má administração ou de escassez de meios.(…)É por isso correcto lançar um imposto também sobre os descendentes, o que acontece sempre qe o dinheiro é obtido por empréstimo, rende juros e é reembolsado pouco a […]

A Bolsa – notas de leitura 1

pag.58 “A bolsa é uma organização do comércio por grosso moderno.” pag.59 “O que leva o empresário moderno a produzir bens é o facto de os poder ele próprio consumir, mas sim o de eles encontrarem «comprador», ou seja, alguém que tenha, provavelmente, necessidade deles.” pag.60 “Com o correr do tempo, as relações [comerciais] tornaram-se […]

Bolsa para Totós

Se fosse editado hoje, A Bolsa de Max Weber seria certamente publicado nesta famosa colecção dos totós. Publicado em 1894 como um conjunto de 2 textos destinado ao grande público que talvez considere a bolsa como “uma associação de conspiradores vivendo da burla e da gatunice, à custa do honesto povo trabalhador” e com o […]