Educação via candidatura de Elisa Ferreira

No dia 1 de julho foi assistir à tertulia sobre educação organizada pela campanha de Elisa Ferreira.

Estas tertúlias são eventos que têm naturalmente uma componente política mas, no meu caso, mais do que ver quem aparece e se são muitos, o meu interesse era aproveitar este evento para tentar perceber um pouco o que é a educação no contexto do municipio até porque ainda não fiz o meu trabalho de casa no sentido de perceber que competencias e obrigações o municipio tem (já agora se alguém quiser fazer um resumo sobre isso agradeço).

Do que assisti da tertúlia (e só fiquei até às 23.30) retirei alguns tópicos mais generalistas como:
– a relação cidade / escolas / familias;
– a questão de educar vs instruir e onde encaixa a familia e a escola em cada um desses itens;
– necessario conseguir integrar a familia no processo educativo
e a nivel de enquadramento da realidade escolar na cidade:
– insucesso escolar elevado dentro da cidade
– familias – elevado nivel de analfabetismo funcional
– pouca oferta nivel de pre-escolar e 1º ciclo => necessidade de começar a considerar o pre pre-escolar, ou seja pensar a infancia desde os zero

Foram ainda referidas:
– as questões de falta de respostas para as alunos com >15 anos que abandonam as escolas… que formação temos para lhes dar?
– a questão do transporte escolar
– a necessidade considerar a trilogia arte / cultura / educação

Mas no geral, para mim, foram ideias demasiado genéricas. Eu pelo menos gostaria de ver de quem trabalha diariamente neste sector não tanto a especificação do que vai mal mas a apresentação de ideias concretas, porque acham que funcionariam, quais os potenciais contras…

De tudo o que ouvi a ideia que me ficou na cabeça foi a que foi sugerida por uma pessoa (que não apontei o nome) a sugerir a criação de bolsas de mérito patrocinadas por cidadãos.
Essa seria uma ideia que eu apoiaria, afinal se não me importo de contribuir um pouco para outros países através do kiva porque não contribuir para a minha própria cidade?

por Vitor Silva



Leave a Reply