Cartografia da Criação Intelectual

notas da sessão “cartografia da criação intelectual” do ciclo Imaterial que está a decorrer em Serralves, com:
elisa babo – especialista das questoes regionais- presidencia do museu do douro
antónio miguel figueiredo – assessor da ccrn – politica regional e desenvolvimento

prof braga da cruz – ccdrn – 86-2001???
como inverter o ciclo de desenvolvimento dos ultimos 20 anos – investimento infraestrutural?
este modelo esta a chegar ao fim
responsavel por algum atraso na regiao norte

antonio figueiredo
economia da inovação – industrias culturais
a criaçao intelectual entendida no ambito das novas relações entre conhecimento espaco e econonmia
– dstincao entre conhecimento analitico sintetico e simbolico
economia do conhecimento –
fertilização cruzada
retornar ao essencial – o q esta por detras da dinamica economica de longo prazo sao as ideias, o conhecimento
gatronomia – inputs finitos e menus infinitos – arte de multiplicar…
adam smith – divisao do trabalho na geração de conhecimento
interdisciplinaridade é uma palavra vã – dificuldade nas universidade – estamos acantonados
aprendizagem colectiva para o imaterial inimitavel e diferenciado
onde tudo começa
– importancia do conhecimento tacito – we can know more than we can tell – conhecimento tacito
– conhecimneto localizado (contxtualizado) articulado atraves de competencias praticas e relacionais
face to face
buzz
como articular estes desenvolvimentos com arelevancia do territorio
co-desenvlvimento de conhecimento em contexto de..
co-presença fisica e contacto vvisual
simltaneidade de mensagens e feedback
ver e sentiu o outro
proximidade fisica e nao so
evidencias: pq aumentam as viagns de negocios e lazer em conteo de prolieracao de tic e co,unicacoes virtuais?? cocontrariai o vazio do virtual
buzzz
estar in
cacofonia de rumores e impressoes
pode o bu é possivel demonstrar que as concentracoes aconecem one estao os reursos humanos
em braga no centro de nanotecnologia…
atendendo a massa critica q se esta a localizar em braga provavelmente … – qualidade de vida nao e muito relevante…
ave parque em guimaraes – tecnidos ..
urbano é fundamental no conhecumento simbolico – oq si as cidades sao capazes de gerar ests ambientes
relação de confiança é fundamental e explica a clusterização
cultura e industrias criativas funcionam em unidades organizacioais orientada ao projecto – dificil acumular memoria
buzz local e buzz virtual?
atmosferas de serralves versus outras atmosferas na cidade: relaçõs? como potencia-las?
pode esta atmosfera ser partilhada com outra comunidades à distancia»
politica publica nestas areas vai apenas apostas em dinamicas emergenges susceptiveis de crescimento

elisa babo
os produtos culturais possuem uma natureza idiossinratica, nao sao indiferentes à natureza do seu amiente e do conhecimento
forma como as industrias culturais se reliacionam com o meio social
o conceito de plataforma cultural e criativa para abordar a cltura e a criatividade numa perspectiva das relações entre territoios urbanos e rurais
– criativos – artisticos
– suporte
– presença de criativos fora das industrias criativas
articulação com outros sectores económicos – actividades culturais e artisticas e actividades ao nivel do sistema cientifico…
olhar çar a acultura e inustrias culturais como oportunidades de densificação com outros sectores economicos, gestao da criatividade, …
massa critica de recursos?
qual o modelo de interacção entre as ancoras? serralves, casa da musica – arquitectura, design…
o driver e a creicao artistica as industrias riativas ou spillovers a partir da industri?
porto cool e alternativa tem visibilidade internacional – nytimes
nao temos talvez as liderancas politicas capazes de entender isto
nao temos sido capazes de fazer destes eventos alavanvas – isto frusta muitas expectativas
a consolidação orçamental abrupta tendeara a deduzir a vantaagem da aglomeração lisboa em materia de mercados publicos par as industrias criativas???

————-
industrias criativas criam valor simbolico mas também criam valor económico

projectos efemeros e produtos intemporais
necessidade de organizacao e criatividade
criatividade nao estruturada economicamente acaba por se perder

delimitação dos locais… desmaterializaçáo associada… até que pontos podemos falar de regiões ou temos que falar de cidades…

cidades ou regioes – conhecimento tacito – urban bias. primeiro conhecimento tacito levou-nos às cidades, conhecimento analitico e sintetico aglomeracoes nao têm que ser cidades… simbolico – cidade
nós somos um país da difusão…
adaptação entre a ligação entre o que está para a frente e o dia -a-dia

criação inteletual – correspondencia… minho-porto-aveiro – palavra de esperanca
– finalmente chegou a ideia de ajudar aquilo que vale a pena apoiar

sistema regional de inovação
tecnologia e industrias criativas andam par a par
vamos conseguir ser um exportador de serviços?

criatividade tecnologica, organizacional, artistica
criatividade artistica tb poed trazer valor acrescerntado => necessidade introduzir isto ao nivel das politicas de educação – escola – nao criar caminhos estanques entre as formacoes

dr artur castro neves
mpeamento da criacao cultural e da criacao intelectual
drivers e interface
inicialmente industrias criativas – industrias criativas culturais e nao culturais
isso significou uma transferencia…
em pt vamos ter uma oportunidade =-> sistema nacional de investigação – investimento infraestrutural – capacidade de atracçao
cluster – massas criticas e mercado de trabalho – reservas…

empreendedores culturais por eles nao vao ter condicoes
driver conceito de propriedade intelectual…
artistico – atmosfera…

patricia…
industrias criativas sao um valor em si mesmo mas podem ter um papel na cadeia de valor de outras industrias…
– nao temos nenhuma fileira evidente… uma alavancagem de prcessos nao vai lá sem mercados publicos – moda pode ter algum impacto… temos muito conhecimento localizado e temos alguma mensagem de esperanca . regresso de alguns clientes… industrias de conteudo ligadas a educacao
moda ligacao entre sector tradicional e industrias criativas
nao é facil estabelecer links entre massa critica e investigacao cientifica… talvez a área da saúde
dificuldade +e estabelecer links

nao lembra ao diabo que a politica de afectacao de recursos tenha considerado a quantidade de clusters existentes (16 ou 18)
16 arremedos de clusters ou polos de competitividade pq neste momento nao temos centro de racionalidade para gerir isso
é não entender o esforço brutal de coordenação… recurso escasso governance

odete patricio
apesar das dificuldades e oportunidades perdidas valera a pena criar um cluster de industrias criativas?

rui guimaraes
optimismo – producao cientifico e conversao em valor economico (SIFIE)

norte – saude, tecnologias de producao cluster nacional com presenca activa em instituicoes europeias, industrias criativas

interaccao é parte fundamental dos clusters
clusters – bottomup e top down

industrias criativas => mercados publicos
moda nao é mercado publico

——————–
minhas notas
inovação – criação cultural…
1. cartografia da criação intelectual – propriedade intelectual

2. quando pensamos em inovação pensamos no mundo empresarial das organizações que criam produtos ou serviços e claro que a cultura pode ser isso mas nao me estou a referir a isso… mas a minha pergunta era que relação é que há com a questão da criação cultural… são coisas distintas? ligam-se de alguma forma?
==> olhar para acultura e inustrias culturais como oportunidades de densificação com outros sectores economicos, gestao da criatividade, …
ligação moda e textil…

3. buzz virtual
pergunto-me se com a multiplicade de geradores de buzz, quando somos todos geradores de rumores seja no facebook ou twitter ou noutra plataforma virtual em que eu me pergunto sequer se é possivel gerarmos uma memória colectiva, será possivel manter um buzz puramente virtual?

por Vitor Silva



Leave a Reply