E se o Metro do Porto usasse o poder do crowdsourcing?

O Metro do Porto deve ter sido a infraestrutura que mais impacto teve na cidade e na região nos últimos 10 anos, quer pelas obras que quase pararam a cidade durante uns anos, mas principalmente por ter alterado, para melhor, a mobilidade nesta região.

Fico contente por o número de utilizadores do metro continuar a crescer, mesmo se nem sempre pela melhor das razões, e espero que as próximas fases da rede arranquem rapidamente. Espero é que entretanto resolvam alguns dos problemas mais aborrecidos que ocorrem actualmente na sua utilização, nomeadamente conseguir carregar um andante usando o multibanco.

Pelo que estive a ver no Inquérito de Satisfação este ponto, ou mais genericamente, “Facilidade em carregar o andante/assinatura” não é avaliado pelo que provavelmente não será objecto de medidas correctivas, no entanto, na minha experiência (quase) diária de utilização do Metro este é o ponto que me causa mais stress.
(Reparei que na área dos serviços complementares aparece a pergunta “para os seguintes serviços existentes em algumas estações, indique o seu grau de satisfação” sendo um deles Multibanco, no entanto parece-me que terá a ver com as máquinas de multibanco existentes e não com as máquinas de carregamento de andantes).

Claro que a pontualidade é espectacular, que a limpeza dos veículos é boa, que os funcionários são educados e prestáveis… mas experimentem carregar um andante com multibanco… qual é a percentagem de vezes em que aquela geringonça funciona à primeira… ou funciona sequer… é quase tão mau como deve ser para quem não conhece as linhas ouvir que está a chegar um veículo ao cais 2 e não encontrar em lado nenhum a indicação do número do cais… excepto quando já lá está.

A minha proposta é a Metro do Porto usar um qualquer mecanismo (sms, twitter, facebook, google maps, foursquare, o que queiram) que permita aos utilizadores da rede (todos nós) avisar a Metro do Porto que um equipamente está a funcionar deficientemente.

Como provavelmente esses equipamentos têm algum tipo de garantia, a Metro do Porto podia dessa forma definir um Service Level Agreement (e eu diria que no mínimo estas coisas têm que funcionar 90% das vezes) que a empresa que faz a manutenção desses equipamentos teria que garantir sendo penalizada em caso de incumprimento.

Aproveitem o feedback que os milhares de pessoas que usam os vossos equipamentos podem dar. Se esse processo for simples e virmos que há acção da vossa parte podem ter a certeza que será utilizado.

por Vitor Silva



Leave a Reply