Strangers in Paradise

Para acabar de ler nas férias.

A descoberta dos comics pós adolescência foi num Festival de Banda Desenhada do Porto. Mais precisamente na banca da agora Mundo Fantasma, na altura provavelmente ainda bdmania e o momento da epifania foi quando me cruzei com a série do Peter Bagge chamada Hate!.
Fiquei surpreendido por haver comics assim, com um humor desbragado e uns desenhos exagerados.
Depois comecei a explorar outros livros, normalmente mais “sérios” como o Maus ou livros do Joe Sacco e já há muito que não comprava um livro só pela perspectiva do entertenimento.
E aliás não comprei, o primeiro volume deste Strangers in Paradise apareceu-me em casa através de uma recomendação.
Divertido, com um enredo que cativa, mesmo nas reviravoltas mais inesperadas (quase como numa telenovela) o SIP nos seus seis volumes correspondentes a 90 livros publicados durante 14 anos é uma excelente leitura para nos acompanhar durante um ano (como foi o meu caso).

por Vitor Silva



One Comment

Leave a Reply