mais uma reflexao da treta

como é q havemos de conseguir vender a alguém a ideia de que têm q apostar na imagem da sua empresa, num design cuidado, estratégia de comunicação e essas mariquices todas quando coisas tão banais como por exemplo os sinais de transito são essencialmente encarados como decoração da rua, quase uma peça de mobiliário urbano, sem função aparente q não a de servir para pendurar uns cartazes durante as campanhas ou para os feirantes prenderem as suas barraquitas de venda.

por Vitor Silva



Comments are closed.